quinta-feira, 30 de junho de 2011

Coordenação do Seminário reúne com Secretário de Cultura

Galera da coordenação com Zé Miguel (Secretário de Cultura do Amapá), e Fernando Segtowick (Diretor do curta paraense MATINTA)


A noite de quarta-feira, 29, trouxe novo gás para os agentes do cinema amapaense. A data foi marcada pela reunião da coordenação do 1º Seminário Amapaense de Audiovisual com o Secretário de Cultura do Amapá, Zé Miguel.

A reunião serviu para apresentar ao secretário o projeto do Seminário e explicitar a relevância estratégica do evento para a auto-organização da cadeia produtiva do cinema de DNA amapaense. De acordo com Zé Miguel, “o projeto faz parte de uma reeducação da forma de entender cultura no Amapá, porque demonstra um planejamento que não é pontual mostrando para a sociedade que investir em cultura é viável”.

Fernando Segtowick, escalado para lançar seu curta, Matinta durante o Seminário, também compareceu ao encontro e ratificou, junto ao Secretário, a relevância do evento para o audiovisual amapaense. Na oportunidade, o diretor aproveitou também para conhecer o Teatro das Bacabeiras, lugar onde seu filme será exibido durante a programação do 1º Seminário Amapaense de Audiovisual.
 
Coordenação do Seminário.
 
 
Fonte: http://seminarioaudiovisual.blogspot.com
 
 

5ª Edição do Ramones Fest

Sexta-Otaku

Click na imagem


Começa amanhã, Sexta dia 1, e durante todas as noites de Sextas de Julho #CineOtaku ideia do @palafita com parceria do @amapanime no @cineparaiso localizado na Av. Mendonça Furtado, atras da Catedral de são José bem pertinho do tradicional Formigueiro, no centro da cidade. Entrada apenas 1Kg de Alimento Não Perecivel. Sessões com ínicio as 19:00 horas. Informações: (96) 8126-1934 / (96) 9151-3994 Compareça! :)

Fonte: facebook do Amapanime

sábado, 25 de junho de 2011

1º Seminário Amapaense de Audiovisual

Amapá debate políticas públicas para o audiovisual 
O 1º Seminário Amapaense de Audiovisual é um evento estratégico para o segmento no Amapá. Nele, serão discutidas as propostas do estado que serão levadas ao Fórum de Audiovisual da Amazônia Legal (FAAL), que acontecerá em julho de 2012, durante o Festival Guarnicê, no Maranhão. É muito importante a participação de todos os agentes do audiovisual local nesse debate e na elaboração de propostas que irão servir de base para a formulação de políticas públicas regionalizadas para o segmento.

 Maksuel Martins - A ROSA

Para subsidiar esses debates a organização do evento irá disponibilizar textos base para cada um dos temas gerais que serão debatidos: formação, produção e distribuição. Esse textos trarão um diagnóstico do setor, seus entraves e perspectivas, daí a necessidade de os interessados em participar dos painéis e dos grupos de trabalho leiam esses documentos. Abaixo, um breve panorama de como a programação do seminário está composta:


- 1ª Jornada Amapaense de Cineclubes:
Nesse espaço, se reunirão as coordenações dos cineclubes existentes no estado para socializar suas práticas, histórias e debater propostas coletivas para a atuação das salas de exibição não comerciais do Amapá.

- Curso de Introdução ao Audiovisual:
O curso será ministrado por Cassandra Oliveira, aluna da Escola Internacional de Cinema e TV de Cuba. O valor da inscrição é de R$ 30,00. O curso abrirá apenas 15 vagas e terá certificado aos participantes;

- Rodadas de conversas:
Serão reuniões com setores estratégicos para o audiovisual com objetivo que socializar com eles o funcionado as ações audiovisuais de distribuição, formação e produção, buscando sensibilizá-los e ampliar o apoio a profissionalização da cena amapaense de audiovisual.
a)      Reunião com representantes das salas de cinema;
b)      Reunião com representantes das TV abertas locais;
c)       Reunião com parlamentares das esferas municipal, estadual e federal;

 - Mostras de filmes:
Compondo a programação do 1º Seminário Amapaense de Audiovisual, realizaremos mostras de filmes sendo que em três delas, as dos dias 28, 29 e 30, estarão presentes os diretores para debater com o público presente após a sessão.
- “Miguel, Miguel”, minissérie paraense, com presença do diretor Roger Elarrat;
- “Matinta Pereira”, curtamentragem paraense, com presença do diretor Fernando Segtowick;
- 5xFavela – agora por nós mesmos, com presença da diretora Manáira Carneiro;


Fonte : http://seminarioaudiovisual.blogspot.com

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Lançamento de Livro no Centro Cultural Franco Amapaense

Clique para ampliar


Benedito Nunes, em introdução ao excelente Poesia-Experiência de Mário Faustino, afirma que “linguagem eficaz é a que não distrai do significado”, a que é “precisa ainda quando nos fala do impreciso”. Nestes 12 poemas-escultura do poeta-filósofo Herbert Emanuel, cada palavra eleita para significar o real é meticulosamente escolhida, arduamente trabalhada para tirar dos versos a possibilidade de com pouco dizer muito. Prossegue, assim, a tendência já exposta em seu livro anterior, Nada ou Quase uma Arte, de extrair das asperezas do real – “a pau e pedra”, por vezes – a matéria-prima para sua poesia.

Nesta busca por significar o real, está – aí a verdadeira busca – a palavra, que, na ânsia de exprimir e na falta de signos que bem expressem o que para o poeta é a um só tempo indizível e impulso do seu fazer poético cotidiano, pede morada no neologismo roseano: o real-palavra é “Nonada”; toma de empréstimo o peso-leveza do signo pedra, o real-signo é ônix.

O que é o real além de uma miragem, diante da impossibilidade – de que fala Kant – de se alcançar a coisa-em-si? Essa impossibilidade, porém, não impede o poeta de explorar o real a partir de todos os seus vislumbres, desde o acaso, por ser este real “Taça do Inesperado”, até sua face “seca e dura”, concreta, proporcionando metáforas raras para que se possa visualizá-lo “com seus dois mil círculos concêntricos / suas formas de água”. Um real que ora se abre “em pedra”, ora humaniza-se, mostrando-se “cauteloso, excessivo, confortável”, “com seu ar espesso”, evocando as palavras de João Cabral de Melo Neto: “Como todo o real / é espesso. /Aquele rio / é espesso e real.”

Ao leitor é reservado o poder de preencher as lacunas, animar, no sentido de dar de si na reelaboração dos significados do real. E o próprio poeta se propõe leitor e experimenta sua criação, nesse jogo de criador e criatura: agora é poeta e capta o que o rodeia; agora é leitor, consumidor de sua própria matéria. A matéria real coisa-concreta: res.

Tânia Ataide - Professora de Literatura

Serviço:

TATAMIRÔ Apresenta

Res - Livro de Poesia
de Herbert Emanuel

Dia: 02/07/2011
Local: Centro Cultural Franco Amapaense
Horário: 20h

Scortecci Editora
Poesia

Formato 12 x 18 cm 
56 páginas
1ª edição - 2011



segunda-feira, 20 de junho de 2011

Espetáculo Bonequinha de Pano no Teatro das Bacabeiras


SERVIÇO:

Espetáculo Bonequinha de Pano - Texto de Ziraldo
Estrelando: Sabrina Zahara
Dias: 28 e 29/06/2011
Horários: 10h/15h/19h

Entrada: 20 reais - 10 reais se apresentar o panfleto.

FORROCK NA VILA



UMA NOITE MUITO LOUCA COM RIFA DE CESTA ALCOÓLICA, CARTINHA DE AMOR E ÓDIO, SOBE A BANDEIRA VERSÃO FORROCK, PRISÃO...E ROCK ROLANDO SOLTO COM AS BANDAS OH MY DOG, DEGRAU NORTE, RADIOFONE, BEATLE GEORGE, GRAVYDADE ZERO COM CANJINHAS DAS BANDAS STEREOVITROLA, VELHO JOHNNY E TIO ZÉ. NÃO PERCA!

Fonte: facebook

Amarelo Manga no Clube de Cinema deste sábado


AMARELO MANGA

Guiados pela paixão, os personagens deste filme vão penetrando num universo feito de armadilhas e vinganças, de desejos irrealizáveis, da busca incessante da felicidade. O universo aqui é o da vida-satélite e dos tipos que giram em torno de órbitas próprias, colorindo a vida de um amarelo hepático e pulsante.
Não o amarelo do embaçamento do dia-a-dia e do envelhecimento das coisas postas.  Um amarelo-manga, farto.

De:
Cláudio Assis

Com: 
Dira Paes
Mateus Nachtergaele
Jonas Melo
Jonas Bloch
Chico Dias
Leona Cavalli
Conceição Camarotti
Cosme Soares
Everaldo Pontes
Magdale Alves

SERVIÇO:
Filme: Amarelo Manga
Local: Clube de Cinema - 2º piso do Teatro das Bacabeiras
Dia: 25.06.2011
Horário: 18h30

ENTRADA FRANCA!!!

http://fimdecinema.blogspot.com/



quinta-feira, 16 de junho de 2011

"Açucena e o poder da Amazônia"



Será exibido no auditório do Museu Sacaca, na próxima sexta-feira dia 17 de junho de 2011, o primeiro filme longa metragem amapaense Açucena e o Poder da Amazonia.

O drama, de autoria e dirigido pelo jovem amapaense André Araújo Quaresma, trata-se de uma produção amadora, mas que chama atenção pelo roteiro, fotografia, criatividade e busca pelo perfeccionismo de suas lentes e cenas.

Filmado inteiramente em Macapá e localidade de Tessalônica, BR-210, Km 40, com recursos tecnológicos mesmo que precários, traz no roteiro a estória de uma bióloga – Célia kannes –, contratada pelo governo para trabalhar na descoberta de um poderoso soro na floresta amazônica, para um possível tratamento revolucionário que poderá salvar milhares de vidas. Acaba, porém, por atrair o interesse e a atenção de uma outra bióloga, ex-colega de faculdade – Leona Novaes –, que não mede esforços para se apoderar dessa descoberta e transformar, por surpresa inesperada, a vida da filha de sete anos da Célia Kannes – Celine – que se perde na floresta, ao fugir. A pequena Celine é encontrada e cuidada por duas índias: Lua e Mel, com quem terá uma linda amizade recheada de amor e inveja.

Segundo o autor, André Araújo, o filme mostra que a inveja aliada a ambição pelo poder, pode se transformar em uma grande tragédia.

A estória, genuinamente amapaense, promete emocionar o público do início ao fim, em uma hora e trinta minutos de duração. Revoluciona a atuação e a produção cinematográfica no Amapá, por amapaenses. Motiva jovens e adultos, atrai interesses de públicos diversos numa era em que as tecnologias possibilitam maior manipulação de imagens e vídeos. Mostra que o povo amapaense tem potencial criativo para desenvolver-se na arte cinematográfica e concorrer a prêmios em circuitos regionais e nacionais de mostras de cinema. É o Amapá na era das grandes produções criativas e de potencial nessa arte.

Agendamento de entrevistas e maiores informações:  
Sandra Araújo: 9971-1692
André Araujo: 9129-4018



Fonte: http://novopapeldeseda.blogspot.com/

V MOSTRA DE DESIGN


No período de 16 e 17 de junho, o Curso de Design do Centro de Ensino Superior do Amapá – CEAP estará realizando a sua V MOSTRA DE DESIGN.
A Mostra de Design é uma das principais atividades do CURSO DE DESIGN do CEAP. Realizada no final de cada semestre, tem como finalidade, apresentar, à academia e à sociedade em geral, o resultado de pesquisas e as soluções de Design desenvolvidas nas diversas disciplinas.
Nesse evento, ficam evidenciados os valores individuais e as competências dos diversos grupos e alunos que apresentam seus trabalhos, que passam pela ótica do compromisso social e das atuais questões de inclusão e do Design Universal. Com a temática da acessibilidade foram desenvolvidas soluções que possam atender o anseio a produtos inclusivos, mostrando a visão empreendedora dos alunos do Curso de Design.
Contamos com sua presença!

Rodrigo de Aquino Gomes


Coordenador do Curso de Design
 

Hora: Hoje às 19:00 - Amanhã às 22:00
Localização: CEAP Rodovia Duca Serra
Macapá, Brazil
Fonte: Facebook de  Daniela Sardinha

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Sábado Clube de Cinema dia dos Namorados - 11.06, Sábado, às 18h30



A MÁQUINA

Em Nordestina, cidadezinha perdida no sertão, "Karina da rua de baixo" sonha em ser atriz e partir para o mundo. Antes que seu amor lhe escape, "Antônio de Dona Nazaré" adianta-se numa cruzada kamikaze para trazer o mundo até Karina.

Uma história em que os sonhos contradizem a realidade, as condições geográficas e políticas ameaçam conter a vida, e o amor desempenha o papel de elemento transformador.

Um filme de: João Falcão
Com: Gustavo Falcão , Mariana Ximenes, Paulo Autran





quarta-feira, 8 de junho de 2011

O casaco de lã

Imagem do blog: http://tudehistoria.blogspot.com


Nunca achei que fosse viver muito. Quando criança ouvia conversas na sala... “esta menina é muito doente...” eu achava que iria morrer. Sempre doente...  Sempre magra... Cheia de complexos, de medos da vida, das pessoas, das coisas...

Tinha um amigo que se chamava Miguel...  Ele tinha os olhos grandes e verdes, cabelo liso, negro, caído sobre a testa alva, parecia um anjo.  Sempre aparecia quando eu estava triste.  
Miguel quase nunca falava e eu também não. Não precisávamos de palavras para nos comunicar. Ficávamos lá no canto do “salão”, uma sala grande onde meus pais promoviam bailes aos sábados... Durante a semana o espaço era silencioso e às vezes sombrio.  

Miguel me trazia um caderno velho, de capa dura, também trazia um lápis, colocava-os entre os meus dedos...  Aos cinco anos aprendi a ler e escrever, sem nunca ter ido à escola até aquela idade.

Não fui aceita no pré-escolar, estava adiantada. Fui para a primeira série... Lá todos pareciam melhores do que eu... As meninas bonitas, com seus cabelos sedosos, enfeitados com laços... E vestidas tão lindamente, como as bonecas que um dia eu quisera ter. Não era feliz ali. Sentia um medo inexplicável.

Mas, mesmo que eu me sentisse triste,  Miguel nunca me visitava na escola. E eu nunca perguntei por quê.

Pouco me recordo de minha infância... Além de me sentir meio só... Lembro do frágil sol de inverno e do vento soprando, gelando meus dedos... E do casaco de lã... Íamos, eu e Miguel... Deitávamos no gramado do lado de casa, pra sentir o sol aquecer nossos rostos...

Sinto saudades do cheiro do casaco de lã, um cheiro ilusório... Não me lembro quando foi que perdi o olfato... Minhas reminiscências me confundem às vezes...
Também não me lembro quando foi exatamente que Miguel afastou-se de mim... ou eu dele...
Acho que cresci, e me tornei estúpida demais para acreditar em amigos imaginários.  

Por Mary Paes

quinta-feira, 2 de junho de 2011

4º Click Ambiental do Amapá

PRORROGADAS AS INSCRIÇÕES ATÉ O DIA 04/06/2011

Finalidade é promover a Educação Ambiental por meio da arte de fotografar, retratando as belezas de nosso Estado
O governo do Amapá, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), realizará durante a "Semana do Meio Ambiente", de 6 a 10 de junho de 2011, o 4º Click Ambiental do Estado do Amapá, com o tema \"A natureza em arte\". 



O evento é organizado pela Coordenadoria de Educação e Informação Ambiental (Ceia), com a finalidade de promover a Educação Ambiental por meio da arte de fotografar, retratando as belezas cênicas do Estado.
O grande objetivo desta semana é promover a sensibilização ambiental através da fotografia; promover a descoberta de novas paisagens por todo o estado do Amapá, bem como realizar uma exposição fotográfica, durante a programação em comemoração da Semana do Meio ambiente do ano em curso, ou seja, implementar na comunidade em geral no Estado, a conscientização ecológica em relação ao seu próprio ambiente e comunidade, através da utilização da linguagem fotográfica.
O concurso é aberto à comunidade local e aos fotógrafos amadores do Amapá, maiores de 18 anos. As fotos deverão expressar situações ambientais do ecossistema natural ou construído no Amapá, representando "A Natureza em Arte", e sendo dividido em dois temas: Paisagem Natural, representando as belezas naturais existentes no Estado do Amapá, retratando sua biodiversidade e as formações naturais e a Paisagem Artificial, representando as paisagens artificiais existentes no Amapá como as barragens, praças, parques, ferrovias, estradas, construções, monumentos etc. 

 

As premiações serão: 1°lugar será uma filmadora digital (4 GB); 2° lugar, uma máquina fotográfica digital 14.1 mega pixel e certificado ;3° lugar, um MP6 e certificado.
A exposição fotográfica acontecerá no dia 10 de junho, no auditório da Secretária de Estado do Meio Ambiente (Sema), no horário de 15h às 19h. Em seguida ocorrerá a entrega da premiação aos vencedores ocorrerá durante a programação no Largo dos Inocentes (atrás da Igreja São José). 

Ano passado quem ganhou foi meu amor :P

  
1º lugar como Paisagem Natural no 3º Click ambiental da SEMA 2010


Serviço:
Veja a programação para as inscrições e entrega das obras
Período da inscrição: 31 de maio a 03 de junho de 2011
Horários: manhã (8h30 às 12h) e tarde (15h às 17h30);
Inscrições através do site http://www.sema.ap.gov.br ou na sala do Núcleo de Educação Ambiental da Sema, sito av. Mendonça Furtado, n° 53 - Centro-Macapá-AP.
Informações pelo número: (96) 3212- 5301. A entrega das fotos deverá ser feita pessoalmente no local acima mencionado.
Núcleo de Jornalismo Institucional
Assessor de Comunicação
Secretaria de Estado da Comunicação




Fonte : http://www.jusbrasil.com.br