segunda-feira, 29 de agosto de 2011

QUINCAS BERRO D'ÁGUA no Clube de Cinema do MIS

QUINCAS BERRO D'ÁGUA



Salvador. Quincas é um funcionário público cansado da vida que leva. Um dia ele resolve deixar sua família de lado e cair na farra, ganhando fama como Quincas Berro D'Água, o rei dos vagabundos. Quando ele é encontrado morto em seu quarto, sua família resolve apagar os vestígios de sua fase arruaceira e lhe dar um enterro respeitável. Só que seus amigos surgem no local e decidem levá-lo para uma última farra.

Direção: Sérgio Machado
Com: Paulo José, Marieta Severo, Mariana Ximenes e Vladimir Brichta

Classificação 14 anos






Clube de Cinema
03.09, 
Sábado, às 18h30 
2º Piso do Teatro das Bacabeiras
Auditório do MIS ( Museu da Imagem e do Som)
Entrada Franca

sábado, 27 de agosto de 2011

OFICINA DE TEATRO DE BONECOS EM MACAPÁ


A Trip Teatro de Animação é uma das maiores referências em teatro de animação do país. A mesma estará em Macapá a partir do dia 31 de agosto, fruto da primeira parceria entre o Coletivo de Artístas, Produtores e Técnicos em Teatro do Estado do Amapá – CAPTTA e o Palco fora do Eixo - PFE, que é a frente de artes cênicas do Circuito fora do Eixo.

O grupo já circulou por 23 estados brasileiros e 12 países da América do Sul (Brasil, Argentina, Peru, Bolívia, Uruguai), Europa (França, Inglaterra, Alemanha, Hungria, Irlanda, Espanha, Portugal) e Ásia (Vietnam) representando o Brasil no I Festival Mundial de Teatro de Marionetes de Hanói

Além de apresentações do espetáculo O Velho Lobo do Mar, o grupo estará realizando uma oficina de teatro de bonecos voltada para estudantes de artes cênicas e geral e professores. Número de vagas disponíveis: 20 vagas. Carga Horária: 08 horas. Investimento: R$ 15,00 (Quinze Reais). Informações: 0xx(96) 81149655 ou 91551036 (Claudio Silva).

SERVIÇO:

Oficina de Teatro de Bonecos 
Local: Conselho de Cultura (Av.: Cora de Carvalho)
Dia: 31.08 e 01.09 (carga horária de 8 horas)
Hora: 19h


Fonte:
Cia Óinóizaquitraveiz

Poesia de Quinta "A Dança das Letras"


 A Dança das Letras

Noite de quinta feira literalmente poética pra uma galerinha apaixonada pela graça das letras que se enlaçam, se beijam e se espalham pelo papel em forma de poesia... E que depois dançam e cantam nos lábios dos poetas. 


Poesias falam em silêncio... Ou se tornam gritos de dor, por amores não correspondidos... Choram sozinhas... Ou junto a prantos desconhecidos... Tornam-se letras manchadas num papel... Ou se multiplicam pelo mundo... Repetidas, repetidas, repetidas... Decoradas, declamadas...



Poesias tocam, de forma voraz ou sublime... E ficam entranhadas em nossa pele, transpirando o eflúvio do ser poeta, na essência do existir eterno das palavras. 

Por Mary Paes - Fotos: Maksuel Martins - Poetas de Quinta

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Chico Terra no Rod's Bar


Show CHICO TERRA
26 de Agosto no ROD'S BAR
(Complexo Turístico do Amapá)
21h


Hoje tem Poesia de Quinta


Poesia de Quinta

Nesta quinta-feira - 25/08/2011

No Parque do Forte (perto da Yamada) às 20h30. Bora lá!!??!!!

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

TRIBUTO NIRVANA 20 ANOS




Raulzito encarnou no Sílvio Neto durante a Viagem à Anarkilópolis


Foto: Aog Rocha


Por Jéssica Alves

Seja ele um gênio, um louco, um satânico, um revolucionário ou o pai o rock, Raul Seixas é de fato o maior representante da sociedade alternativa brasileira, através da música contemporânea. Seu estilo totalmente atemporal, criativo, poético, entre tantos outros adjetivos possui o poder de tocar gente de toda idade, de toda cor e credo. Ou até mesmo os que não crêem em nada.

Raul Seixas adquiriu um estilo musical que o creditou de "contestador e místico", e isso se deve aos ideais que reivindicou, como a Sociedade Alternativa apresentada no álbum “Gita” (1974), influenciado por figuras como o místico inglês Aleister Crowley.

No dia 21 de agosto de 1989, aos 44 anos, morria o mais aclamado roqueiro do Brasil, vítima de uma pancreatite, ocorrida por anos de abuso de álcool. E o eterno Maluco Beleza, que há 22 anos terminava sua jornada no mundo da música, deixa saudades. Passaram - se duas décadas de sua partida e ainda conquista muitos fãs que nem viveram a sua época, mas cantam suas músicas. Em todo o Brasil, anualmente, em meados de agosto, são realizados tributos para homenageá-lo.

Em Macapá, terra de diversos ritmos, também há espaço para celebrar Raul Seixas. E o espetáculo ocorreu no dia 23 deste mês, no Sesc Centro, pelo projeto Botequim, que nessa noite, cedeu espaço para o tremor e peso do rock. Os responsáveis pelo tributo foram Silvio Carneiro (Sílvio Neto) e a banda Tio Zé, que realizaram “Uma Viagem à Anarkilópolis”.

Quando se fala em cover ou tributo, a primeira impressão que se tem é de mera reprodução musical, cheias de imitações e saudosismos. Mas quem foi contemplar o show de Silvio Carneiro e a banda Tio Zé, pode sentir a essência dessa viagem musical.

Impecável


Foto: Maksuel Martins

O público que lotou o Sesc Centro naquela noite de terça-feira, pode sentir a atmosfera mística e contestadora, tudo a ver com a obra de Raul. O famoso pedido “Toca Raul”, ecoado e todo o país em shows e festivais de rock, nem foi necessário.

A impecável apresentação, com destaque para o showman da noite, Silvio, que além de interpretar as canções com a técnica vocal parecida com o Raul, praticamente incorporou a alma maluca beleza do baiano, fazendo uma presença de palco marcante, o que agradou ao público.
Mais do que simplesmente interpretar, Silvio transpareceu aos presentes o que sentia ao reproduzir cada nota nas obras de Raul Seixas. Com autenticidade e irreverência, alem da competência da banda, ele de fato fez um diferencial em homenagear seu ídolo. Além das canções, as intervenções de Silvio explicando o contextos foram válidas para o show. 

 Foto: Maksuel Martins

A resposta do público foi um anarquismo verdadeiramente rock and roll, que especialmente na execução de “Sociedade Alternativa”, fez estremecer o pequeno espaço comportado do Sesc Centro.
A energia deixada pela “Viagem a Anarkilópolis” carimbou mais uma vez, a um público já convencido disso, de que a obra de Raul Seixas não é qualquer coisa. Ela deixa sua marca, que é tão profunda que fica difícil apagar. Uma identidade roqueira que foi repassada através de uma homenagem digna.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

3ª edição do Colóquio Amapaense de Fotografia


A fotografia está presente em todas as fases de nosso cotidiano desempenhando uma infinidade funções: precisamos de fotografias para tirar documentos, para registrar eventos importantes de nossas vidas, para provar algo na justiça, para compor páginas de jornais e revistas, para ilustrar peças publicitárias e por aí vão se multiplicando as diversas possibilidades de uso social da imagem fotográfica.
A fotografia é tão importante que ganhou o dia 19 de agosto para ser a data na qual o mundo inteiro comemora a sua existência. Em nosso estado chegamos, nesse ano de 2011, a terceira edição do Colóquio Amapaense de Fotografia que, desde 2009, vem fomentando e estimulando a prática fotográfica localmente. Essa terceira edição acontecerá entre os dias 06 e 10 de setembro e está sendo conduzida por três realizadores: Museu da Imagem e do Som do Amapá (SECULT/MIS-AP), SESC-AP e o Núcleo de Fotografia Contemporânea da UNIFAP (NUFOC).

  Miguel Chikaoka (foto: Walda Marques)

 A programação desse ano foi ampliada e ganhou um reforço especial com a presença de Miguel Chikaoka, idealizador do projeto Foto Ativa, referência nacional no ensino e na prática fotográfica. Miguel estará em Macapá na abertura do evento que acontecerá dia 06.09, no Teatro das Bacabeiras, às 18h30min, para conduzir a palestra Fototaxia, em busca do elo perdido e, no dia seguinte, a oficina de fotografia intitulada Caixa Mágica I.
 Oficina de Fotografia 2010

O evento também prestigiará os fotógrafos pioneiros do estado que serão homenageados na cerimônia de abertura. Durante toda a semana a fotografia continuará em evidência através de espaços como:
- Mostras de filmes;
- Leitura de portfólios;
- Portfólios comentados;
- Mesas redondas;
- Palestras;
- Cursos;
- Exposições;
- Maratona Fotográfica;
A idéia do evento é promover a arte fotográfica no estado e explicitar seu potencial cultural e artístico, aglutinando fotógrafos profissionais, amadores, entusiastas e a sociedade em geral. Vai ser uma semana repleta de momentos para debater, fazer e pensar a fotografia amapaense.

Serviço:

Abaixo, mais detalhes sobre a programação do evento que é toda gratuita, exceto o curso de Introdução a fotografia, para o qual será cobrada taxa de R$ 15,00.


Mais informações é só acessar o blog do MIS-AP:



Ou pelo e-mail:

museudaimagemedosom@gmail.com


 ou CLick nesta imagem


Programação



06.09 (Terça)

13-15h

Credenciamento

[Auditório do MIS]

15-18h

Início do curso de Introdução a fotografia

[Auditório do MIS]


18h30min – 20h

Abertura Oficial:


- Homenagem aos fotógrafos pioneiros do Amapá;

[Teatro das Bacabeiras]


20h – 22h

Palestra:

Fototaxia, em busca do elo perdido

[Teatro das Bacabeiras]

07.09 (quarta)


10 -12h


Leitura de Portfólio

[Auditório do MIS]


14-18 h

Oficina: Caixa Mágica I

[Casa da Cultura – SESC Araxá]



15-18h

Curso de Introdução a fotografia

[Auditório do MIS]


18h30min – 20h

Exibição comentada do filme:

Nascidos em Bordéis

[Auditório do MIS]


20h – 22h

Mesa Redonda:

O uso da fotografia no contexto escolar

[Auditório do MIS]


08.09 (quinta)


10 -12h

Leitura de Portfólio

[Auditório do MIS]


15-18h

Curso de Introdução a fotografia

[Auditório do MIS]


18h30min – 20h

Mostra de Portfólio:

(Elaina Rafaela Souza)

[Auditório do MIS]


20h – 22h

Mesa Redonda:

Panorama da fotografia contemporânea

[Auditório do MIS]


09.09 (sexta)

13-15h

3º Maratona fotográfica do MIS

[Auditório do MIS]


15-18h

Mostra de Portfólio

(Jonata Lacerda)

[Auditório do MIS]


20h – 22h

Abertura da

Exposição Fotográfica “Tempo do Olhar”

(Galeria Antônio Munhoz- SESC/AP)

10.09 (sábado)

13-15h

Seleção das fotos da maratona

[Auditório do MIS]


15-18h

Exposição das fotos da

Maratona Fotográfica

[Praça Veiga Cabral]

18h30min – 20h

Programação Cultural

[Praça Veiga Cabral]



- Curso de Introdução a fotografia:

O curso abordará noções básicas envolvidas no registro fotográfico e será voltado para alunos iniciantes. Serão abertas 20 vagas, o curso terá carga horária de 15h/a com direito a certificado e a taxa de inscrição será de R$ 15,00. O período de inscrições será de 22.08 a 05.09.2011 no Museu da Imagem e do Som no horário de 9 às 12h e de 14 às 18h, segundo piso do teatro das Bacabeiras.

Ministrante: Amilton Matsunaga


- Oficina Caixa Mágica I

A oficina é voltada para crianças, adolescentes, adultos, educadores e artistas. Os participantes aprendem a construir um modelo de câmera obscura utilizando uma folha de papel cartão e um pedaço de papel vegetal. A combinação de técnicas de dobraduras, colagem e desenhos com jogos e brincadeiras sensoriais, buscam valorizar o fazer e instigar a busca pela compreensão do principio científico da formação da imagem. O impacto da visualização da imagem a partir de um objeto construído com as próprias mãos abre janelas para o desenvolvimento de atividades transversais.

Palestrante: Miguel Chikaoka


- Palestra: Fototaxia, em busca do elo perdido.

O intuito deste relato é compartilhar pensamentos e questões que surgiram no decorrer das práticas com processos de re-conhecimento (ensino-aprendizado) dos fundamentos científicos que regem o funcionamento dos aparatos destinados à captação de imagens que se produzem com o deslocamentos das ondas luminosas.

Palestrante: Miguel Chikaoka





- Leitura de portfólio:

Esse espaço da programação é reservado a fotógrafos iniciantes que desejem apresentar seu portfólio fotográfico a uma equipe de fotógrafos mais experientes para que estes possam analisar e comentar as imagens fazendo orientações sobre o material apresentado, buscando aprimorar a técnica, o estilo e mesmo as referências visuais do autor do portfólio.

Comentários de: Cristiana Nogueira, Amilton Matsunaga e Alexandre Brito


- Exibição de Filmes:

A programação do Colóquio exibirá o filme Nascidos em Bordéis que aborda a fotografia como elemento transformador de realidades sociais de suas narrativas. Após a sessão, haverá debate sobre como cada filme desenvolveu o tema.

Comentários: Amilton Matsunaga


- Mostras de Portfólio:

As mostras de portfólio são espaços para que fotógrafos já têm uma linha de trabalho desenvolvida possam mostrar suas imagens ao público e comentar a respeito de suas referências, técnicas de trabalho e equipamentos. Dentro das mostras também haverá espaço para que o público converse com autor das imagens apresentadas.


- Mesa redonda: O uso da fotografia no contexto escolar:

Esta palestra colocará em debate formas de se usar a fotografia dentro do contexto escolar como uma possibilidade de estimular a alfabetização visual e criar um espaço de reflexão sobre a fotografia na rotina de nossos professores e alunos.

Debatedores: Augusto Oliveira, Mônica Dias, Regis Cavaleiro


- Mesa redonda: Panorama da Fotografia Contemporânea

Nesse momento teremos a possibilidade de perceber como a fotografia contemporânea vem ampliando e tencionando a retórica fotográfica através da apresentação de imagens e artistas da fotografia atual.

Debatedoras: Adriana Pantoja , Carla Antunes e Cristiana Nogueira


- 3º Maratona fotográfica do MIS:

A maratona fotográfica busca estimular o interesse pela fotografia entre a comunidade macapaense e, ao mesmo tempo, se constituir em um espaço cultural no qual a fotografia possa interagir com outras manifestações artísticas.

sábado, 20 de agosto de 2011

IV Mostra Itinerante For Rainbow em Macapá



No dia 21 de agosto o Cine Paraíso, por meio do Conselho Nacional de Cineclubes, dentro do programa “Mostra Cá que Eu Mostro Lá”, realiza a IV Mostra Itinerante FOR RAINBOW- Festival de Cinema e Cultura da Diversidade Sexual. O evento acontecerá às 18h no Centro de Difusão Cultural Azevedo Picanço com entrada gratuita.

O evento iniciará com mesa de debate sobre “Políticas de combate à homofobia: articulando respostas governamentais e experiência do movimento social” com a presença de representantes de instituições e integrantes de movimentos LGBTs em Macapá, que discutirão Políticas Públicas de Combate à Homofobia.

Haverá exibição de filmes, que concorrerão ao troféu Artur Gudes, na categoria Melhor Filme, selecionado por júri popular em todas as localidades de exibição.

Além disso, o IV FOR RAINBOW contará com a participação do espetáculo “Minhocas na Cabeça” do Grupo Tatamirô de Poesia, vídeo arte “(OU)vimos”, que levanta a questão da sexualidade como matriz do corpo, realizado pelo Coletivo Psicodélico e Exposição Fotográfica.


A Mostra Itinerante do IV FOR RAINBOW, está consolidada como um dos mais importantes festivais relacionados com a temática de diversidade sexual no Brasil, além de gerar um impacto muito positivo nas cidades onde são realizadas às mostras, fortalecendo a luta contra a homofobia.


O Cine Paraíso foi um dos 149 cineclubes contemplados pela Mostra Itinerante, seleção realizada nos quatro cantos do país e, o único do estado do Amapá. O Cine Paraíso é o cineclube do Coletivo Palafita, contemplado pela ação federal Cine Mais Cultura, que visa à exibição audiovisual gratuitas, priorizando as produções locais, regionais, brasileiras e independentes, contribuindo para a formação de plateias e fixando assim uma alternativa de entretenimento, cultura e acesso a produtos audiovisuais diferenciados.


O IV For Rainbow no Amapá é realizado pelo Cine Paraíso, Central Única das Favelas- CUFA LGBT, Coletivo Palafita e apoio da Secretaria de Comunicação do Estado do Amapá/GEA e Serviço Social do Comércio (Sesc/AP).


Serviço

IV Mostra Itinerante FOR RAINBOW- Festival de Cinema e Cultura da Diversidade Sexual

Quando: 21.08 (domingo)

Horário: a partir das 18h

Local: Centro de Difusão Cultural Azevedo Picanço- Av. FAB

Entrada Gratuita


Fonte: http://coletivo-palafita.blogspot.com/

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Homenagem a Glauber Rocha

De 22 a 28 de agosto, o Projeto Navegando na Vanguarda realizará uma programação em homenagem aos 30 anos de morte do cineasta ícone do Cinema Novo Glauber Rocha. O projeto é fruto da ação em parceria do Teatro das Bacabeiras, Museu da Imagem e do Som, Coletivo Palafita, Univercinema e Fundação Mãe Bia. Consulte abaixo a programação completa e agende-se:





SEGUNDA-FEIRA - 22 DE AGOSTO DE 2011
Hora: 19h
Abertura do projeto NAVEGANDO NA VANGUARDA – O CINEMA DE GLAUBER FALADO DE NOVO Fala do idealizador da iniciativa cultural e gerente do Teatro das Bacabeiras - AROLDO PEDROSA

Fala do gerente do MIS (Museu da Imagem e do Som) e coordenador do FIM (Festival Imagem Movimento) - ALEXANDRE BRITO

Fala da atriz e produtora cultural convidada PRISCILA CAMARGO sobre o inesquecível cineasta brasileiro GLAUBER ROCHA

Hora: 20h
EXIBIÇÃO DO DOCUMENTÁRIO
“GLAUBER, O FILME - LABIRINTO DO BRASIL” (2003)

Direção: Silvio Tendler
Local: Teatro das Bacabeiras


Hora: 21h30
APRESENTAÇÃO DA ORQUESTRA EQUINÓCIO DAS ÁGUAS

Regência do Maestro Sargento Ribeiro – do Corpo de Bombeiros do Amapá
Músicas: Assim Falava Zarathustra (Richard Strauss)
Bachianna n° 5 (Villa-Lobos)

Hora: 21h45
COQUETEL NO HALL DE ENTRADA DO TEATRO DAS BACABEIRAS

TERÇA-FEIRA - 23 DE AGOSTO DE 2011
Hora: 16h
EXIBIÇÃO DO FILME “A IDADE DA TERRA” (1978)
Direção: Glauber Rocha
Local: Bloco N de Artes Visuais da Unifap

Hora: 18h
DEBATE SOBRE A OBRA CINEMATOGRÁFICA COM OS ESTUDANTES

Hora: 18h30
TROPICÁLIA NA LINHA DO EQUADOR SHOW
Banda Blues UP (blues e jazz)
Banda Jangah Flor (reggae)
Banda Mini Box Lunar (MPB)
Banda Stereovitrola (rock)
Banda Vanguarda Amazônica (MPB)
Local: Escadarias do Teatro das Bacabeiras

QUARTA-FEIRA - 24 DE AGOSTO DE 2011
Hora: 19h
EXIBIÇÃO DO FILME “ROCHA QUE VOA” (2002)
Direção: Eryck Rocha
Comentários:
Alexandre Brito
Gerente do MIS e Coordenador do FIM
Local: Auditório do MIS (2º piso do Teatro das Bacabeiras)

QUINTA-FEIRA - 25 DE AGOSTO DE 2011
Hora: 19h
EXIBIÇÃO DO FILME “BARRAVENTO” (1960)
Direção: Glauber Rocha
Comentários:
FRANCISCO WEYL
Cineasta e Coordenador Geral da Federação Paraense de Cineclubes- PACINE
Local: Teatro das Bacabeiras

SEXTA-FEIRA - 26 DE AGOSTO DE 2011
Hora: 18h
EXIBIÇÃO DO FILME “DEUS E O DIABO NA TERRA DO SOL” (1964)
Filme de Glauber concorre a Palma de Ouro no Festival de Cannes e arrebata os prêmios nos Festivais de Cinema do México e Itália
Direção: Glauber Rocha
Local: Teatro das Bacabeiras

Hora: 20h
Palestra:
GLAUBER E NIETZSCHE - POETAS DA SÍNTESE
Palestrante:
FRANCISCO WEYL
Cineasta e Coordenador Geral da Federação Paraense de Cineclubes- PACINELocal: Teatro das Bacabeiras